NOTÍCIAS
05/07/2014 20:12 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Holanda x Costa Rica: Salvador vê mais uma grande partida na vitória de holandeses sobre costa-riquenhos, nos pênaltis

Jamie McDonald / Getty Images

A última partida em Salvador na Copa do Mundo não teve gols, como em suas quatro partidas anteriores, quando uma profusão de bolas na rede fez a Arena Fonte Nova ganhar o apelido de "Fonte dos Gols". Em poucas vezes na história das Copas, porém, um 0 a 0 foi tão disputado, com tantas chances de gols, bolas na trave e defesas espetaculares. Nos pênaltis, brilhou a estrela do goleiro holandês Krul, autor de duas defesas que deram a classificação à "Laranja Mecânica". Detalhe: o atleta entrou em campo no fim da prorrogação, apenas para salvar sua equipe e virar herói. Méritos para o estrategista Louis Van Gaal, que abusa da ousadia tentar fazer a Holanda, enfim, ser campeã do mundo.

LEIA MAIS: Argentina vence Bélgica, vai à semifinal e quer pegar Brasil na final

DataHuff: Veja as estatísticas da partida

Se a glória holandesa passa pelas mãos de seu goleiro reserva, a esperança da Costa Rica novamente atendia pelo nome de Navas, que, se não pôde defender nenhuma cobrança na decisão de pênaltis, voltou a fazer uma partida monstruosa, sendo eleito, pela terceira vez na competição, o melhor jogador da partida.

Durante os 120 minutos de jogo, o grande destaque do jogo, de fato, foi Keylor Navas. Com mais uma atuação brilhante, o costa-riquenho impediu que a Holanda fosse às redes. Além das excelentes defesas, Navas ainda contou com a sorte em lances como na bola na trave chutada por Sneijder em cobrança de falta, aos 36' do segundo tempo e na incrível furada de Van Persie na cara do gol, aos 42'. A jogada mais impressionante, porém se deu já nos acréscimos, aos 47', quando um chute de Van Persie, já sem goleiro, foi salvo, em cima da linha, por Tejeda. A bola, ainda, caprichosamente, bateu na trave. Com o zero intacto no placar, a partida foi para a prorrogação.

Costa Rica X Holanda: torcidas divertidas

No tempo extra da partida, o jogo melhorou muito, com as duas equipes se mandando para o ataque. Defesas, bolas na trave, contra-ataques perigosos... Um verdadeiro show de futebol em Salvador! A Holanda, em busca da vitória, colocou quatro atacantes em campo, com outro improvisado na lateral, tentando evitar a disputa de pênaltis. Mas ela veio, e, com ela, o goleiro Krul. Ainda frio, o holandês pegou dois pênaltis, viu seu rival Navas ser vazado em todas as cobranças da Holanda e pôde celebrar a vaga nas semifinais.

Na próxima quarta-feira, os holandeses enfrentam os argentinos em São Paulo, reeditando a final da Copa de 1978, vencida pelos europeus. No retrospecto geral na competição, porém, os holandeses levam vantagem, com duas vitórias, um empate e apenas esta derrota na decisão do Mundial da Argentina. Na Arena Corinthians, mais um embate entre esse clássico duelo será realizado. Para a Costa Rica, fica o orgulho da espetacular campanha realizada no Brasil.

Holanda x Costa Rica: melhores lances