NOTÍCIAS
01/07/2014 19:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Bye, bye Estados Unidos. Howard faz milagres, mas Bélgica avança às quartas de final da Copa 2014

Kevin C. Cox/Getty Images Sport

Bélgica e Estados Unidos fecharam as oitavas de final da Copa do Mundo de 2014 e mais uma vez levaram o jogo para além dos 90 minutos. Depois de um bombardeio no tempo normal (30 finalizações), a Bélgica só chegou à vitória na prorrogação (5ª em oito jogos das oitavas). Depois de 28 anos, os belgas voltam às quartas de final de uma Copa. Com o resultado, todos os líderes da fase de grupos avançaram pra próxima fase.

A Bélgica começou melhor a partida e já no 1º minuto teve boa chance com Origi, mas o goleiro Howard salvou com o pé. De Bruyne e Vertonghen também ameaçaram a meta dos Estados Unidos, só que foram infelizes na definição das jogadas. Enquanto isso, os americanos apostavam nos contra-ataques, contudo, sem levar muito perigo à Courtois, camisa 1 dos Diabos Vermelhos.

Logo aos dois minutos do 2º tempo, os ianques levaram um susto em cabeçada de Mertens que Howard mandou pra escanteio. A Bélgica seguiu presente no campo de ataque e com menos de 15 minutos já havia criado outras quatro oportunidades, mas o placar seguiu inalterado.

A pressão sobre os Estados Unidos voltou a aumentar depois dos 25’, quando Origi esteve de frente para o gol e mais uma vez o goleiro americano levou a melhor. Pouco tempo depois, o atacante da Bélgica deixou Mirallas em condições de inaugurar o marcador, só que Howard, em dia inspirado salvou mais uma vez com os pés. O camisa 1 ainda espalmou bons chutes de Hazard, Origi e Kompany. A última chance da etapa complementar foi dos Estados Unidos, mas Wondolowski isolou a bola.

A vitória da Bélgica começou a ser desenhada antes do início da prorrogação quando Lukaku substituiu Origi. Aos 93’ ele deu o passe para De Bruyne marcar o 1º gol da Bélgica e no último lance do 1º tempo, marcou o segundo gol dos Diabos Vermelhos. Na etapa final, quando a classificação parecia certa, aos 3 minutos, Julians Green, que acabara de entrar diminuiu para os EUA. Mas a reação parou por aí.

No próximo sábado, às 13h, a Bélgica enfrenta a Argentina no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A partida pode ser uma revanche pros belgas que, em 1986, foram eliminados na semifinal para os “hermanos”. O vencedor desse confronto encara Holanda ou Costa Rica na próxima fase, no Itaquerão, em São Paulo.

Bélgica x EUA - torcida e melhores lances