NOTÍCIAS

Racismo na Copa? Torcedor inglês tem lóbulo da orelha arrancado por outro torcedor em pleno estádio (VÍDEO)

29/06/2014 19:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:46 -02

O tabloide inglês Sunday People publicou neste domingo (29) um vídeo que mostra o momento em que um torcedor inglês tem a orelha mordida por outro torcedor num suposto ataque racista em plena arquibancada da Arena Corinthians ao final do jogo em que a Inglaterra perdeu do Uruguai por 2 a 1, em 16 de junho.

torcedor atacado

Reprodução de imagem de vídeo mostra torcedor que teve o lóbulo da orelha arrancado por outro torcedor em suposto ataque racista.

A vítima, cujo nome seria Robert Farquharson, teve o lóbulo da orelha arrancado. No vídeo, que mostra a confusão na arquibancada na hora do ataque, a vítima diz: "Ele arrancou minha orelha e me chamou de negro f.. da p...". "Você não deveria estar torcendo pela Inglaterra", também teria dito o responsável pelo ataque.

Em estado de choque, a vítima estranhamente parece rir enquanto mostra a orelha cheia de sangue e com um pedaço faltando. O vídeo foi feito por Billy Grant, outro torcedor inglês: "Todo mundo que testemunhou o que aconteceu com o garoto ficou enojado", afirmou ao Sunday People.

ataque racista na copa

Reprodução da primeira página do tabloide inglês com destaque para a notícia sobre o suposto ataque racista em plena Arena Corinthians.

"O cara que o atacou é um idiota. Ele agrediu outro torcedor inglês num ato de racismo, foi aterrorizante", afirmou.

O ataque aconteceu na parte de cima da Arena Corinthians, no bloco 614, bem atrás do gol da Inglaterra ao final do jogo vencido pelo Uruguai com dois gols de Luis Suárez. Cinco dias depois, Suárez mordeu um jogador italiano durante outra partida da primeira fase e foi banido da Copa do Mundo pela Fifa.

Segundo a BBC Brasil, a vítima registrou queixa à polícia de São Paulo, que estaria tentando identificar o atacante com ajuda da polícia britânica. “Logo após o ataque, conseguimos entrar em contato com a vítima para oferecer apoio e orientação”, disse Rachel Barber, chefe da comissão da polícia britânica que veio ao Brasil durante a Copa, em nota. O nome da vítima não foi divulgado oficialmente.

Ainda segundo a BBC Brasil, diversas testemunhas foram encontradas e prestaram depoimento. As imagens em vídeo do ataque estão sendo analisadas pela unidade especializada em futebol da polícia britânica, mas até o momento o agressor não foi identificado. Também não há confirmação de que o ataque teria sido mesmo realizado por um cidadão britânico.

Em todas as partidas da Inglaterra durante a Copa do Mundo – em Manaus, São Paulo e Belo Horizonte - foram registradas brigas e tumultos envolvendo torcedores da equipe. Também já ocorreram denúncias de racismo em outros jogos, mas nenhum caso mais grave foi registrado até o momento.

O futebol inglês tem um histórico de violência praticada por torcedores violentos, conhecidos como hooligans. Para combater a violência nos estádios, o país adotou uma legislação extremamente dura, que bane torcedores violentos por anos, assim como pune seus times.

No mesmo dia 19 em que ocorreu o ataque, um grupo de torcedores ingleses foi atacado em um bar no centro de São Paulo por um grupo de brasileiros mascarados. Eles tentaram fugir após invadir um ônibus, mas foram detidos pela polícia.