NOTÍCIAS
03/06/2014 21:00 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

Mortes por Mers ultrapassam 280 pessoas na Arábia Saudita

FAYEZ NURELDINE via Getty Images
A Saudi wears a mouth and nose mask as he works near camels at his farm on May 12, 2014 outside Riyadh. Saudi Arabia has urged its citizens and foreign workers to wear masks and gloves when dealing with camels to avoid spreading the Middle East Respiratory Syndrome (MERS) coronavirus as health experts said the animal was the likely source of the disease. AFP PHOTO/FAYEZ NURELDINE (Photo credit should read FAYEZ NURELDINE/AFP/Getty Images)

A mídia estatal da Arábia Saudita informou que o reino revisou acentuadamente para cima o número de pessoas infectadas e vítimas fatais da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers, na sigla em inglês).

A agência oficial de imprensa saudita informou que o número de pessoas infectadas até agora foi de 688 e o número de mortes foi de 282. Das pessoas infectadas, o órgão disse que 53 ainda estão em tratamento.

A Mers faz parte da família dos coronavírus, que inclui também a gripe comum e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS, na sigla em inglês). A doença causa sintomas como febre, problemas respiratórios, pneumonia e insuficiência renal.

A Arábia Saudita é o epicentro da doença.