COMPORTAMENTO
01/06/2014 11:48 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

"Amantes de gatos" são mais inteligentes que os "amantes de cães"

Thinkstock

“Amantes de cão” e “amantes de gato” realmente têm personalidades diferentes, é o que mostra um estudo recente.

As pessoas que disseram preferir cães, durante o estudo, tendiam a ser mais animadas - o que significa que eram mais energéticas e extrovertidas - e também tendiam a acompanhar as regras de maneira cautelosa. Os amantes do gato, por outro lado, se mostraram mais introvertidos, mais compreensivos e mais sensíveis do que amantes de cães. Os donos de gato também tendem a ser não-conformistas, preferindo a conveniência ao cumprimento de regras.

E, uma descoberta que certamente irá despertar rivalidades entre os donos de animais, os amantes de gatos pontuaram mais no quesito inteligência quando comparados aos amantes de cães.

Uma das justificativas para as diferenças de personalidade pode estar nos tipos de ambientes preferidos pelos donos, disse o pesquisador Denise Guastello, professor associado de psicologia da Universidade de Carroll em Waukesha, Wisconsin, que apresentou os resultados no encontro anual da Association for Psychological Science. "Faz sentido um dono de cão ser mais animado, porque ele costuma sempre estar em ambientes externos, conversando com pessoas, levando o cachorro para passear”, disse Guastello. “Já se você é mais introvertido – e sensível -, talvez prefira ficar em casa lendo um livro, afinal o seu gato não precisa sair para uma caminhada.”

Os pesquisadores entrevistaram 600 estudantes universitários e perguntaram se eles se identificam como amantes do cão ou amantes do gato, e quais são as qualidades de seus animais de estimação que eles achavam mais atraentes. Os participantes também responderam a uma série de perguntas para avaliar a sua própria personalidade.

No geral, mais pessoas se declararam amantes de cães do que amantes de gatos: cerca de 60% dos participantes se identificaram como amantes de cães, em comparação a 11% que disseram ser amantes de gatos. (O resto disse gostar de ambos, ou de nenhum dos dois.)

Os amantes de cães elegeram o companheirismo como a qualidade mais atraente de seus animais de estimação, enquanto os donos de gato disseram preferir a afetividade de seus pets.

É possível que as pessoas escolham animais com base em sua própria personalidade, disse Guastello. Por exemplo, os gatos são muitas vezes vistos como animais independentes e cautelosos quanto aos outros. "Se você é assim, você aprecia isso em um animal, e essa será a melhor escolha para você", disse Guastello.

Entender as razões que levam as pessoas a se identificarem com gatos ou cães também podem ajudar a melhorar a terapia assistida por animais de estimação, promovendo um melhor relacionamento entre donos e pets, disse o pesquisador.

Como o estudo envolveu estudantes universitários, não se sabe se os resultados se aplicam a outros grupos etários, disse Guastello. Mas estudos anteriores tiveram resultados semelhantes. Um estudo feito com mais de 4.500 pessoas, em 2010, descobriu que os amantes de cães tendem a ser mais extrovertidos (ou que gostam de sair), e consciente (ou seguidores de regras).