NOTÍCIAS
27/05/2014 19:22 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Copa 2014: Fifa realiza teste antidoping surpresa em seleção argentina

Michael Kunkel via Getty Images
BOSTON, UNITED STATES - JUNE 25: WM 1994 in den USA, Boston; ARGENTINIEN - NIGERIA (ARG - NGA) 2:1; Diego MARADONA/ARG auf dem Weg zur Doping-Kontrolle (Photo by Michael Kunkel/Bongarts/Getty Images)

No dia em que a seleção argentina realizou seu primeiro treino tático visando à disputa da Copa do Mundo, a Fifa realizou um teste antidoping nos 25 jogadores pré-selecionados pelo treinador Alejandro Sabella.

Seis médicos foram , de surpresa, à sede da Associação de Futebol Argentino (AFA), em Ezeiza, próximo a Buenos Aires, nesta terça-feira (27), e realizaram os exames, que fazem parte de um programa de rotina da entidade máxima do futebol mundial – na semana passada, a equipe chilena foi submetido aos tetes.

Uma das principais estrelas da equipe, o meia-atacante Ángel Di Maria, não foi avaliado pois irá se apresentar apenas nesta quarta-feira – o jogador disputou a final da Liga dos Campeões no sábado e participou dos festejos pela conquista do título europeu com seu clube, o Real Madrid, nos últimos dias.

O último caso de doping registrado em uma Copa do Mundo envolveu justamente um argentino, o astro da bola Diego Maradona, na Copa de 1994 – na ocasião, foram detectados traços de efedrina na urina do atleta. Antes, Jean- Joseph, do Haiti, em 1974, e Willie Johnston, da Escócia, em 1978, também já haviam sido pegos no exame antidoping em partidas válidas pelo Mundial de futebol.

Na Copa das Confederações de 2013, o jogador do Taiti Vincent Simon foi suspenso depois de amostras de urina do atleta apontarem como positivo para uma das substâncias listadas como proibidas pela WADA (Agência Mundial Antidoping).