NOTÍCIAS
21/05/2014 10:26 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Greve de ônibus em SP: motoristas travam mais de dez garagens e prejudicam milhares de passageiros

Esta quarta-feira (20) é o segundo dia de transtornos no transporte público de São Paulo. A greve de motoristas e cobradores afeta milhares de passageiros na capital. Os grevistas fecharam mais de dez garagens de cinco empresas, segundo o site da Band. As zonas norte e oeste da capital são as mais afetadas, informa o G1.

2º dia de greve de ônibus em São Paulo causa transtornos

Movimento grevista

A paralisação já era forte desde o fim da madrugada e, por isso, o percalço começou cedo para os paulistanos que dependem do transporte coletivo.

Os grevistas compõem um ala dissidente do Sindicato dos Motoristas de São Paulo. Eles querem um reajuste salarial maior que o obtido pela entidade, em negociação com as empresas de ônibus.

O prefeito Fernando Haddad classificou a greve surpresa de ontem dos motoristas e cobradores como "sabotagem" organizada como uma "guerrilha".

ATUALIZAÇÃO

No fim da manhã, as garagens de cinco empresas continuavam fechadas pelos grevistas, de acordo com o G1. O rodízio municipal de veículos foi novamente suspenso na capital paulista: