NOTÍCIAS
21/05/2014 18:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Copa 2014: Em visita, Valcke elogia progresso na Arena da Baixada

Friedemann Vogel - FIFA via Getty Images
CURITIBA, BRAZIL - MAY 21: FIFA Secretary General, Jerome Valcke (L) takes a tour of the Arena da Baixada during the 2014 FIFA World Cup Host City Tour on May 21, 2014 in Curitiba, Brazil. (Photo by Friedemann Vogel - FIFA/FIFA via Getty Images)

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, fez nesta quarta-feira uma visita à Arena da Baixada, sede de Curitiba para a Copa do Mundo. Desta vez, o dirigente se mostrou satisfeito com o que viu, elogiando a evolução das obras no estádio e parabenizando Curitiba através de sua conta no Twitter.

"Parabéns, Curitiba. Grande progresso no trabalho de entrega do estádio que é uma arena de qualidade não só para a Copa mas para os fãs", escreveu Valcke, que, no entanto, não deu entrevistas durante a visita de quase duas horas ao estádio do Atlético-PR.

Durante a visita, Valcke revelou que a Fifa vai assumir o controle da Arena da Baixada nesta quinta-feira, no que ele chamou de "período exclusivo provisório" até o final do mês, para que a administração do estádio possa finalizar alguns detalhes, como a instalação de cerca de 400 cadeiras, pinturas e a conclusão do sistema de telefonia. Somente a partir do dia 1º de junho, a entidade terá o controle permanente do local.

Presente na visita, o secretário estadual da Copa, Mario Celso Cunha, garantiu que Valcke se mostrou muito satisfeito com o estádio. "A reação dele foi muito positiva e ele disse que valeu a pena acreditar no projeto. Elogiou a estrutura do Atlético e tudo que foi construído. Disse que não viu isso em outras sedes e aqui é a mais elogiável delas", contou.

A aprovação de Valcke a menos de um mês do início da Copa encerra um capítulo conturbado da Fifa com Curitiba. Em janeiro, a cidade até correu o risco de ficar fora da competição, quando o dirigente deu um ultimato para a aceleração da reforma do estádio. Mas, já no mês seguinte, ele afirmou que a capital paranaense não seria excluída, apesar de ter que "esperar até o último minuto" para saber em que condições a entidade receberia a Arena da Baixada.