NOTÍCIAS
18/05/2014 20:23 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Chuva forte e granizo causam problemas em São Paulo e encerram a Virada Cultural

JOHNNY DE FRANCO/ESTADÃO CONTEÚDO

A capital paulista foi surpreendida na tarde deste domingo (18) pela chuva forte e repentina. Em bairros da zona sul e da região central choveu granizo. O cenário era parecido ao de uma nevasca na Aclimação, onde os carros e as calçadas ficaram brancos por causa das pedras de gelo.

Às 17h30, havia nove pontos de alagamento em São Paulo, sendo três intransitáveis, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). A Avenida 9 de Julho, junto à Praça da Bandeira, era um dos locais com excesso de água na pista, que impedia a passagem dos carros.

Todas as regiões da cidade ficaram em estado de atenção. O Aeroporto de Congonhas, na zona sul, ficou fechado para pousos e decolagens por 20 minutos, entre as 16h23 e as 16h42, quando voltou a operar no visual. Poucos voos foram afetados, de acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

As pessoas que estavam aproveitando as apresentações da 10ª Virada Cultural de São Paulo, no centro da capital, tiveram que sair correndo para as marquises para se proteger do granizo e do vento forte. Alguns shows foram cancelados.

"Estou com raiva. Eu canto para o meu coração, não me conformo", disse Martha Reeves, ao deixar o Palco Julio Prestes, onde faria o show de encerramento. A apresentação foi cancelada pelos bombeiros por razões de segurança - a lona de proteção traseira do palco se rompeu e a água inundou o equipamento, levando a risco de choques elétricos. Martha disse que quer voltar ainda esse ano para cantar com seu grupo The Vandellas.

Com a chuva forte, a produção da Virada também cancelou o show da cantora Céu no Palco Rio Branco. A apresentação de Valesca Popuzuda no palco Arouche começou com atraso e teve de ser interrompida por causa da chuva de granizo. Ela nem havia cantado seu sucesso Beijinho no Ombro, que a deixou famosa. O temporal também atrapalhou a apresentação de palhaços na Praça Roosevelt.