NOTÍCIAS
15/05/2014 08:36 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Museu Memorial 11 de Setembro é inaugurado nesta quinta-feira em NY

O museu dedicado à história do 11 de Setembro, que será inaugurado nesta quinta (15) em Nova York, relembra o atentado terrorista a partir de fragmentos do que sobrou como as últimas mensagens de voz das vítimas, fotos de pessoas se jogando das torres gêmeas, o som das sirenes do Corpo de Bombeiros, os sapatos cobertos de poeira dos que conseguiram fugir antes do colapso total do World Trade Center e o relógio de um dos passageiros dos dois aviões sequestrados que bateram contra os arranha-céus.

O Museu Memorial Nacional 11 de Setembro abrirá suas portas nas profundezas do 'ponto zero', 12 anos e meio após os ataques terroristas realizados pela rede Al Qaeda, que deram início à Guerra contra o Terror e a diversos conflitos ao redor do mundo que duram até hoje, entre eles o do Afeganistão.

O projeto foi marcado por problemas de construção e financeiros e muita disputa sobre a forma mais adequada de homenagear os quase 3.000 mortos em Nova York, Washington e Pensilvânia. "Você não sairá do museu sem a sensação de que compreende a humanidade de uma forma mais profunda", disse o presidente da instituição Joe Daniels nesta quarta-feira, quando os primeiros detalhes e fotos do museu foram revelados.

O museu e o memorial - que custaram US$ 700 milhões vindos em parte de impostos e também de doações privadas - será oficialmente inaugurado com a visita do presidente Barack Obama e estará inicialmente aberto apenas para as famílias das vítimas, sobreviventes e socorristas. A partir de 21 de maio, o público poderá visitá-lo.

Veja as primeiras imagens do museu, divulgadas nesta quarta-feira.

  • Museu Memorial 11 de Setembro
    Associated Press
    A letra W em aço, que ficava entre os 96º e 99º andares da torre norte do WTC, retorcida pelo impacto do avião, o incêndio que se seguiu e a queda do prédio.
  • Museu Memorial 11 de Setembro
    Associated Press
    Agora, o mesmo tridente visto de outro ângulo. Idealizadores do novo museu, que abre nesta quinta-feira, descreveram-no como um monumento pela unidade e a resiliência, termo da física que descreve a capacidade de um material, mesmo após sofrer intensa pressão, voltar ao seu estado normal.
  • Museu Memorial 11 de Setembro
    Associated Press
    Do lado esquerdo da foto, a parte de cima do par de tridentes que integrava a estrutura externa da fachada leste do World Trade Center, em Nova York. O Memorial e Museu Nacional 11 de Setembro, que relembrará os atentados terroristas realizados pela rede Al Qaeda contra os EUA em 2001, será inaugurado nesta quinta-feira (15), com a presença de familiares de vítimas e do presidente Barack Obama.
  • Museu Memorial 11 de Setembro
    Associated Press
    A única maquete do antigo World Trade Center ainda existente é exibida em uma das salas do novo museu e memorial.
  • Museu Memorial 11 de Setembro
    REUTERS/Shannon Stapleton
    A antena da Torre Norte do World Trade Center faz parte do acervo do novo Memorial e Museu Nacional 11 de Setembro, em Nova York. Diversas das peças expostas, que mostram a destruição das torres após terem sido atingidas por dois aviões em 2001, nunca foram exibidas publicamente desde então.
  • Museu Memorial 11 de Setembro
    REUTERS/Shannon Stapleton
    Imagem em vídeo de um dos mortos no ataque terrorista de 2001 é exibida ao lado da última coluna remanescente do World Trade Center, dentro do Memorial e Museu Nacional 11 de Setembro. As portas abrem para o público em 21 de maio.
  • Museu Memorial 11 de Setembro
    Associated Press
    Um rack de bicicleta que ficava na parte norte do World Trade Center e era utilizado por funcionários de empresas que tinham escritórios nas torres destruídas pelos atentados terroristas.
  • Museu Memorial 11 de Setembro
    AP Photo/Mark Lennihan
    Fotos de vítimas dos atentados terroristas de 11 de Setembro de 2011, que destruíram as duas torres do World Trade Center, são exibidas em um painel eletrônico no novo museu e memorial.