NOTÍCIAS
12/05/2014 11:08 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Manicure é torturada e morta em São Paulo por supostamente ter furtado R$ 27 mil

Reprodução Facebook

Mais um caso de tortura seguida de morte foi registrado em São Paulo. Neste domingo (11), três pessoas foram presas, em Osasco, sob a suspeita de terem torturado e matado uma manicure de 26 anos, que estava desaparecida desde o dia 24 de abril, informou reportagem da TV Globo.

A prisão aconteceu depois de uma denúncia anônima, que ajudou investigadores a encontrarem um vídeo com imagens da vítima, identificada como Ane Kelly Santos, sendo torturada. O material foi produzido pelos próprios criminosos.

Em entrevista à emissora, o delegado Zacarias Tadros, responsável pelo caso, disse que o crime foi encomendado por Renata Fonseca, depois de a manicure ter supostamente furtado alimentos e pacotes de bolacha de sua residência. Jackson Nunes Pereira e Valmir Lima Oliveira ajudaram Renata no crime, levando a vítima a um cativeiro localizado na favela do Assucará, onde ela foi torturada e morta, divulgou o jornal O Globo. Os suspeitos disseram à polícia que o crime serviu como punição.

ATUALIZAÇÃO:

A Polícia Civil de São Paulo mudou a versão da morte de Ana Kelly Santos, informou a Folha de S.Paulo, na manhã desta terça-feira (13). O trio suspeito de suspeitos, que havia acusado anteriormente a vítima de ter roubado pacotes de bolacha, alegou em novo depoimento que a manicure teria, na verdade, furtado R$ 27 mil - que seria produto de outros crimes - da casa de Jackson Nunes Pereira.O dinheiro era fruto da exploração de máquinas caça-níqueis ilegais e de furtos de veículos.

*O título "Manicure é torturada e morta em São Paulo por supostamente ter furtado pacotes de biscoito" foi alterado depois que novas informações sobre o crime foram atualizadas pela polícia.