NOTÍCIAS
12/05/2014 08:59 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Após vitória separatista, leste da Ucrânia quer votar por anexação à Rússia

Valentyn Ogirenko/Reuters

Depois da vitória separatista no leste da Ucrânia no último domingo, a região de Luhansk pode organizar um referendo sobre sua anexação à Rússia, disse um porta-voz dos separatistas pró-Rússia da região, segundo a agência de notícias estatal russa RIA nesta segunda-feira (12).

"Se essa decisão (de conduzir um referendo sobre se juntar à Rússia) for tomada, então, em seguida, a vontade do povo será considerada", disse o porta-voz, de acordo com a RIA.

A região foi uma das duas províncias ucranianas que conduziram um referendo separatista no domingo. Um dos organizadores do pleito afirmou que 96,2 por cento dos eleitores optaram pela autonomia de Luhansk, segundo relatos da imprensa.

Ucrânia

O líder ucraniano Oleksander Turchinov acusou nesta segunda-feira o governo russo de trabalhar para derrubar o poder legítimo do Estado na Ucrânia, depois que rebeldes pró-Rússia declararam vitória esmagadora em um referendo que eles realizaram sobre a autonomia das regiões do leste do país.

A Rússia disse que respeita o resultado do referendo --no qual os separatistas da região industrial de Donetsk afirmaram ter obtido apoio de 90 por cento-- e acrescentou que os resultados deveriam ser implementados de modo pacífico. O país não especificou que ações poderia adotar.

Horas depois da votação, considerada ilegal pelo governo em Kiev e países ocidentais, os planos dos líderes dos rebeldes não estavam claros. Alguns apoiaram publicamente buscar a anexação à Rússia, que absorveu a Crimeia depois de votação semelhante em março.

"Esta terra nunca foi ucraniana... nós falamos russo", disse Vyacheslav Ponomaryov, prefeito rebelde de Slaviansk, reduto separatista, que ameaçou expulsar o Exército ucraniano da região.

(Com agência Reuters)