NOTÍCIAS
02/05/2014 18:15 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:29 -02

Pelé minimiza racismo contra Daniel Alves: "Foi banal"

ASSOCIATED PRESS
Edson Arantes do Nascimento, better known as Pelé, is interviewed at The Associated Press, Wednesday, April 2, 2014 in New York. The retired Brazilian soccer star played on three winning World Cup teams in 1958, 1962, and 1970. (AP Photo/Mark Lennihan)

Pelé minimizou nesta sexta-feira o ato de racismo cometido contra o lateral-direito da seleção brasileira e do Barcelona, Daniel Alves, no último domingo, durante jogo do Campeonato Espanhol. O ex-jogador considerou "banal" o fato de um torcedor do Villarreal jogar uma banana em direção ao atleta, que comeu a fruta, ato que trouxe repercussão mundial no combate ao racismo.

"Racismo não é no futebol, tem em todos os setores da sociedade há muito tempo. O que não podemos deixar uma coisa tão banal, de um carinha que jogou uma banana, e fazer do limão uma limonada", disse Pelé, durante visita a Ribeirão Preto, no interior paulista, na tarde desta sexta-feira.

Pelé indagou aos jornalistas presentes quais outros casos semelhantes ao de Daniel Alves tinham ocorrido no futebol mundial e foi lembrado dos atos contra o ex-lateral-esquerdo da seleção Roberto Carlos e do atacante italiano Mario Balotelli.

"Quantos eventos de futebol têm no mundo? Não é tanto assim", disse o Rei do Futebol. "No meu tempo jogavam jaca, manga", completou o astro, dizendo não ter visto também a campanha contra o racismo promovida por Neymar após o fato ocorrido com Daniel Alves. O atacante do Barcelona postou uma foto em que aparece segurando uma banana, além de ter feito críticas e desabafado contra o racismo no futebol por meio de sua rede social.