NOTÍCIAS
29/04/2014 14:29 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:29 -02

Rio 2016: Paes acata críticas do COI e diz que obras serão entregues no prazo

Brazil Photo Press/CON via Getty Images
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - JUNE 25: The Mayor of Rio de Janeiro, Eduardo Paes speaks during a press conference to present the costs of composition of the bus system operation in Rio de Janeiro on June 25, 2013 in Rio de Janeiro, Brazil. (Photo by Marcelo Fonseca/Brazil Photo Press/LatinContent/Getty Images)

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, respondeu às críticas do vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o australiano John Coates, que nesta terça-feira (29) fez duras críticas aos preparativos para os Jogos Olímpicos do Rio.

Acatando as fortes declarações de Coates, que afirmou que os preparativos para a Olimpíada que será disputa na capital fluminense em 2016 são “os piores” que ele já viu, Paes, durante um evento em São Cristóvão, bairro da região central do Rio, afirmou: “Nós temos que aceitar as críticas e trabalhar muito. Temos que trabalhar com muito zelo e dedicação para entregar tudo direitinho”.

Integrante da comissão de inspeção do COI para a Olimpíada de 2016, Coates já visitou o Rio seis vezes desde a escolha da cidade como sede olímpica.

Contando com um acompanhamento constante de autoridades do COI, o Rio também abriga a visita, desde a semana passada, do diretor-geral da entidade, Gilbert Felli, que realiza uma série de reuniões com responsáveis pela organização do evento (governos federal e estadual, prefeitura e comitê organizador local).

Também em resposta às críticas de John Coates, o Comitê Rio-2016, afirmou, em nota, que os Jogos serão entregues “absolutamente dentro do prazo e dos orçamentos já anunciados".

Confira abaixo a íntegra do comunicado:

"Já passamos da hora em que discussões genéricas sobre o progresso da preparação possam contribuir com a evolução da jornada rumo aos Jogos. É tempo de focarmos mais no trabalho e no engajamento. Os anúncios recentes do orçamento para os projetos de infraestrutura e legado, além do lançamento da licitação para as obras do Parque Olímpico de Deodoro são iniciativas cruciais e inequívocos sinais de avanço. O trabalho em conjunto com as três esfera do governo, federal, estadual e municipal, está funcionando. O suporte do Comitê Olímpico Internacional também.

“Temos uma missão histórica: organizar os primeiros Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Brasil e da América do Sul. Vamos cumpri-la. Em 2016 o Rio organizará Jogos excelentes que serão entregues absolutamente dentro do prazo e dos orçamentos já anunciados".