NOTÍCIAS
29/04/2014 22:11 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:29 -02

Manifestação contra a Copa do Mundo reúne 500 pessoas na zona leste de São Paulo

ANDERSON GORES/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Aproximadamente 500 manifestantes, de acordo com a Polícia Militar, fizeram nesta terça-feira (29), a sexta manifestação popular contra a Copa do Mundo em São Paulo. O protesto começou na Rua Tuiuti, próximo do metrô Tatuapé, na zona leste da cidade, por volta das 20h15. Até as 21h, a intenção dos manifestantes era fechar a Radial Leste, uma das principais vias de ligação à zona leste da cidade. A polícia, porém, não permitiu.

A passeata começou sem violência, mas três menores foram detidos por portar estilingues, facas e pedras dentro de mochilas.

Black blocs queimaram álbuns de figurinhas da Copa como forma de protesto. Diferentemente das outras manifestações contra o Mundial da Fifa, esta não tinha um tema específico de reivindicações, como educação ou saúde. O mote era apenas "Se não tiver direitos, não vai ter Copa".

Outra diferença com relação aos protestos anteriores, realizados no centro da cidade, era a presença de moradores da região - e não apenas de jovens.