NOTÍCIAS
28/04/2014 10:42 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:29 -02

Resposta de Daniel Alves ao racismo é celebrada nas redes sociais com #SomosTodosMacacos

Reprodução

A campanha #SomosTodosMacacos, iniciada por Neymar, em solidariedade ao lateral direito Daniel Alves, vítima de racismo na partida do Barcelona contra o Villareal neste domingo (27), ganhou as redes sociais e angariou o apoio de jogadores de futebol, celebridades e anônimos.

A presidente Dilma Rousseff, o deputado Romário e atletas da Seleção Brasileira - como Hulk, Oscar, David Luiz e Willian -, bem como personalidades como o apresentador Luciano Huck, a cineasta Laís Bodanski e a atriz e cantora Clarice Falcão, apoiaram o jogador do Barça - a campanha teve apoio da agência Loducca em sua concepção.

Daniel Alves enfrentou o racismo de maneira corajosa, comendo uma banana atirada em campo por um torcedor do Villareal, sem demonstrar abatimento. Após a partida, ainda ironizou o incidente, afirmando, pelo Twitter, que comer banana evita cãibras.

Em tempos de agressões racistas cada vez mais recorrentes no mundo do futebol, o atleta foi protagonista de um enorme triunfo contra a intolerância e o preconceito racial.

LEIA MAIS:

Atos de racismo se intensificam no Brasil; jogadores negros e pessoas pobres são suas principais vítimas

Copa do Mundo: racismo será combatido pelo governo com campanha educacional