NOTÍCIAS
21/04/2014 18:24 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:29 -02

EUA decide contra México e Turquia em disputa por aço

Bloomberg via Getty Images
A red hot slab of steel rolls along the production line during the manufacture of seamless pipe sections in the sheet mill at the Vyksa Steel Works, operated by the United Metallurgical Co. (OMK), in Vyksa, Russia, on Tuesday, April 15, 2014. Russian equities trading in New York fell for a third day, the longest slide in a month, as clashes in eastern Ukraine added to speculation that the U.S. and Europe will step up economic sanctions against the Kremlin. Photographer: Andrey Rudakov/Bloomberg via Getty Images

A administração do presidente Barack Obama se associou com produtores de aço em uma disputa internacional de comércio ao determinar que a importação de aço longo do México e da Turquia reduz injustamente os preços nos Estados Unidos. A decisão desta segunda-feira do Departamento de Comércio norte-americano ainda é preliminar, mas faz com que as companhias mexicanas e turcas sejam alvo de deveres imediatos.

Uma decisão final não deve sair antes do verão no hemisfério norte. Em uma semana, porém, o governo norte-americano vai forçar a parada da distribuição de aço nas fronteiras até que seja paga uma quantia. Os produtores no México e na Turquia negam ter violado regras comerciais.

A investigação foi iniciada no último outono nos EUA a pedido de produtores norte-americanos. Companhias de Ohio, Oregon, Carolina do Norte, Florida e Texas enviaram reclamações.