NOTÍCIAS
02/04/2014 10:42 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Fifa proíbe Barcelona de contratar jogadores por 1 ano

Clive Rose via Getty Images
BARCELONA, SPAIN - APRIL 01: Neymar of Barcelona grimaces as he goes to ground during the UEFA Champions League Quarter Final first leg match between FC Barcelona and Club Atletico de Madrid at Camp Nou on April 1, 2014 in Barcelona, Spain. (Photo by Clive Rose/Getty Images)

O Barcelona está impedido de contratar jogadores por 1 ano. A sanção foi imposta pelo Comitê Disciplinar da Fifa, nesta quarta-feira, por conta da contratação e registro de atletas estrangeiros menores de 18 anos. O clube catalão também terá que pagar uma multa de 450 mil francos suíços (cerca de R$ 1,15 milhão) à entidade que rege o futebol mundial, além de ter que regularizar a situação destes jogadores até 90 dias.

"A comissão considerou como infração grave e decidiu punir o clube com uma proibição de contratar, a nível nacional e internacional, por dois períodos de transferências consecutivos (janela de verão de 2014 e a de inverno de 2015)", diz o comunicado da Fifa.

A investigação, realizada pelo Transfer Matching System (TMS), o sistema eletrônico de transferências da Fifa, revelou que o Barça registrou, de forma ilegal, 10 jogadores menores de idade não-espanhóis entre 2009 e 2013.

O regulamento atual de transferências da Fifa não permite contratações internacionais de jogadores com idades abaixo de 18 anos. Esta regra, no entanto, pode ser contornada quando fica comprovado que a transferência pretende proteger o desenvolvimento apropriado da saúde do atleta.

"O interesse em proteger o desenvolvimento adequado de um menor de idade como um todo deve prevalecer sobre os interesses puramente esportivos", afirma a nota emitida pela Fifa.

Por ter permitido estas inscrições irregulares, a Real Federação de Futebol da Espanha também foi punida. A entidade terá que pagar uma multa de 500 mil francos suíços (R$ 1,28 milhão), além de ter um ano para modificar seu marco regulatório e o sistema de transferência de menores vigente.

Confira o comunicado do Fifa, na íntegra

Veja como a notícia repercutiu na imprensa espanhola: