NOTÍCIAS
11/03/2014 13:36 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:13 -02

Dilma diz que PMDB "só dá alegrias"

François Lenoir/Reuters
11 Mar (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira que o PMDB só lhe dá alegrias, apesar da crise entre o partido e o PT que levou a presidente a realizar uma série de reuniões com caciques peemedebistas para tentar acalmar os ânimos e manter a aliança nas próximas eleições.

"Olha aqui, eu vou te falar uma coisa, o PMDB só me dá alegrias", disse Dilma a jornalistas durante viagem ao Chile para acompanhar a posse da presidente Michelle Bachelet.

Ao ser perguntada se daqui para frente teria ainda mais alegrias, Dilma decidiu falar sobre a Copa do Mundo. "Daqui para frente... esse é um ano muito especial. Primeiro, porque nós temos a Copa. E eu tenho a convicção que ela vai ser uma Copa fantástica", respondeu.

Dilma reuniu-se no domingo e na segunda-feira com lideranças do PMDB para tentar aplacar o descontentamento em setores da legenda, especialmente com a reforma ministerial, com a montagem de palanques em alguns Estados e as dificuldades na relação do governo com a legenda no Congresso.

A crise entre PMDB e PT teve como estopim a insatisfação da bancada peemedebista, principalmente na Câmara, com o encaminhamento dado por Dilma à reforma ministerial.

O partido já vinha dando sinais de descontentamento com a presidente desde o início do seu mandato, por entender que a interlocução com o Palácio do Planalto e o espaço do partido no governo são insuficientes. O ritmo de liberação de emendas parlamentares também tem sido ponto de atrito.