NOTÍCIAS
09/03/2014 10:24 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:13 -02

Governo da Malásia investiga hipótese de terrorismo no desaparecimento do voo para China

SAMSUL SAID/REUTERS

Além da busca pelo mar por quaisquer evidências da queda do Boeing 777 que desapareceu no percurso da Malásia para a China, as autoridades malaias concentram esforços para descobrir o que está por trás da identidade suspeita de quatro passageiros que embarcaram no voo MH370. Dois podem ter usado passaportes roubados para embarcar. Mais dois casos suspeitos foram reportados pelo governo da Malásia no sábado (8).

O ministro do Transporte do país, Hishammuddin Hussein, disse que as agências de inteligência locais estão em contato permanente com seus correspondentes mundo afora, como o FBI. "Todos os quatro nomes estão come e foram dados para nossas agências de inteligência", disse. "Estamos olhando para todas as possibilidades."

Outro fato que intriga as autoridades é a forma como o avião desapareceu. A aeronave perdeu contato com o pessoal em solo quando ela voava normalmente e o tempo estava bom. Os pilotos não enviaram sinal de auxílio, o que é incomum antes de um incidente como queda de aeronave.

Essas dúvidas relativas aos minutos finais do MH370, que transportava 239 pessoas, alimentam a hipótese de terrorismo como possível causa do desaparecimento. Especialistas afirmam que as evidências de passaportes roubados e do súbito sumiço do avião são compatíveis com uma possível explosão da aeronave. Segundo a AP, militantes da Al-Qaeda costumam utilizar táticas como essa para tentar disfarçar suas identidades.

Porém, outras causas são investigadas paralelamente, como turbulência extrema, falha catastrófica dos equipamentos do voo e até suicídio. A AP informa que determinar as causas é um processo longo, que depende da caixa-preta do avião e do exame minucioso dos destroços.

Neste sábado (8), a força aérea vietnamita disse que duas manchas grandes de óleo foram localizadas no mar, próximo à área onde o avião desapareceu. Entretanto, não está claro se esses vestígios têm relação com o avião desaparecido. Nenhum escrombo foi localizado nas proximidades.