NOTÍCIAS
20/02/2014 15:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:04 -02

A praça de Kiev antes e depois dos protestos

As imagens dos protestos na Praça da Independência da capital ucraniana, Kiev, lembram o apocalipse. Prédios destruídos, rostos sangrando, pessoas em chamas e fumaça e fogo por toda parte.

Somente nesta quinta-feira (20), mais de 100 pessoas podem ter morrido e 500 ficaram feridas, segundo afirmou à rede CNN o responsável pelo atendimento médico que atende os manifestantes. Se o número for oficialmente confirmado, hoje será considerado o dia mais sangrento na Ucrânia desde o início dos protestos.

Veja a Praça da Independência antes e depois dos protestos:

before

after

Por outro lado, um fotógrafo da Reuters contou 21 corpos à paisana em três lugares da praça, a algumas centenas de metros da sede da Presidência. Desde terça-feira, já houve pelo menos 43 mortos, no que é disparadamente o período mais violento em 22 anos de história independente da Ucrânia.

Na véspera, o presidente ucraniano, Viktor Yanukovich, disse que havia chegado a um acordo de "trégua" com os líderes da oposição. Ambos os lados se acusam mutuamente de usarem munição real.

Atualização (16h25): A União Europeia (UE) aprovou sanções à Ucrânia em uma reunião de emergência de ministros de Relações Exteriores do bloco na tarde desta quinta-feira.