NOTÍCIAS
13/02/2014 22:44 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Maconha: olfato é a causa da tradicional "larica"

North Cascades National Park/Flickr
A drug raid on marijuana fields discovered in North Cascades National Park Complex. Agents from the National Park Service as well as a host of state and federal law enforcement agencies raided a complex of small fields netting more than 16,700 plants. David Snyder for the NPS.

Todo mundo sabe que fumar maconha deixa qualquer um com fome. Com muita fome. Como se não comesse há uns três dias. Não tem dispensa que dê conta da larica. E por que isso? O pessoal da Universidade de Bordeaux, na França, foi buscar respostas.

Eles dividiram camundongos em dois grupos: metade foi alimentada com THC, princípio ativo da maconha, e o outro grupo não. Todos foram colocados ao alcance de bananas e óleo de amêndoa doce. A turma doida com THC passou muito mais tempo comendo e cheirando o óleo do que os outros. Desconfiados sobre a ação da maconha em um dos receptores do bulbo olfativo, fizeram outro teste. Alteraram geneticamente um grupo de camundongos e o deixaram sem o tal receptor. Mesmo sob efeito de THC, esses ratos não se interessaram muito por comida.

Ou seja, a larica só acontece porque a maconha age no sistema olfativo. Quando ativa os receptores do bulbo olfativo, ela faz você sentir mais o cheiro e o sabor dos alimentos. Faz seu corpo acreditar que sente fome. É o que acontece naturalmente quando passamos muito tempo sem comer: qualquer cheiro de comida deixa você louco de vontade.

Apesar da comilança toda, outro estudo garante que maconha não faz engordar. Curioso, não?