NOTÍCIAS
12/02/2014 18:30 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Marcha do MST: grupo realiza marcha em Brasília e entra em confronto com a Polícia Militar

Estadão Conteúdo

Cerca de 20 mil manifestantes do Movimento dos Sem Terra realizaram uma marcha na tarde desta quarta-feira em Brasília interditando algumas das vias principais da cidade.

A marcha faz parte da programação do 6º Congresso nacional do MST. Os manifestantes pretendiam entregar uma carta para a presidente Dilma Rousseff e caminharam em direção ao Planalto. Ao encontrarem barricadas de ferro da Polícia Militar, tentaram romper a barreira e foram impedidos pela força policial, que, segundo informação da Folha de S. Paulo, utilizou spray de pimenta e armas taser para conter os manifestantes.

Durante a manifestação o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, desceu do gabinete no Palácio do Planalto para dialogar com os manifestantes e recebeu uma carta com reivindicações para entregar à presidente. Após a conversa, o ministro teria lamentado a ação violenta da polícia, segundo informa o colunista Lauro Jardim. De acordo com o G1, a sessão da tarde desta quarta-feira foi interrompida após início dos confrontos entre a polícia e os manifestantes e oito policiais estão feridos depois da ação.

Por volta das 17h30, os manifestantes deixaram a área em frente ao Congresso Nacional e seguiram para o ginásio Nilson Nelson, aonde estão acampados para o evento. O ato do MST dividiu opiniões na tarde desta quarta. Abaixo, alguns tweets comentando a manifestação.