NOTÍCIAS
07/02/2014 09:06 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Dilma diz que raios não devem causar apagões

Getty
BRASILIA, BRAZIL - JULY 10: (BRAZIL OUT) The President of Brazil, Dilma Rousseff speaks during the XVI March to Brasilia in Defense of Municipalities at the Royal Tulip Alvorada Hotel on 10 July 2013 in Brasilia, Brazil. (Photo by Andre Coelho/Globo via Getty Images)

A presidenta Dilma Rousseff reafirmou que o sistema elétrico brasileiro precisa ser à prova de raios. Dilma disse que se descargas elétricas foram realmente as responsáveis pela queda de fornecimento de energia na terça-feira (4), “cabe ao ONS [Operador Nacional do Sistema Elétrico] apurar se os operadores estão mantendo adequadamente sua rede de para-raios”.

A declaração da presidenta foi repassada há pouco a jornalistas por meio do ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Thomas Traumann. “O Brasil é um dos países com maior quantidade de raios no mundo, o sistema brasileiro foi montado para ser à prova de descargas elétricas, com uma gigantesca rede de para-raios”, disse o ministro.

A afirmação da presidenta é uma resposta à polêmica envolvendo a sua declaração de 27 de dezembro de 2012 de que os raios não foram responsáveis pelos apagões e que não podem desligar o sistema. O relatório do ONS sobre a causa do blecaute na terça-feira ficará pronto em quinze dias, mas hoje não foi descartada a possibilidade de a queda no sistema elétrico ser consequência de um raio.