NOTÍCIAS
06/02/2014 09:52 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Secretário-geral da ONU discursa contra ataques a gays na Rússia

Getty
NEW YORK, NY - JULY 25: UN Secretary General Ban Ki-moon speaks before a meeting of the UN Security Council on July 25, 2013 in New York City. U.S. Secretary of State John Kerry expressed American support for the the Secretary General's Peace, Security and Cooperation Framework for the Democratic Republic of the Congo and the region. (Photo by John Moore/Getty Images)

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou nesta quinta-feira (6) os ataques e discriminação contra gays.

Em um discurso ao Comitê Olímpico Internacional (COI) um dia antes da abertura dos jogos de inverno, Ban abordou a questão dos direitos dos homossexuais na Rússia, um tema que eclipsou as preparações para as Olimpíadas de Sochi.

"Nós devemos levantar nossas vozes contra os ataques a lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros", disse o secretário-geral. "Devemos nos opor a prisões e restrições discriminatórias que eles enfrentam".

"Eu espero que as Olimpíadas permitam que todas as pessoas, independentemente de sua orientação sexual, que LGBT e todas essas pessoas estejam realmente aptas a aproveitar a harmonia e amizade, respeito mútuo e aproveitem o espírito olímpico", afirmou Ban.

O discurso de Ban acontece em meio a um reforço da campanha de ativistas e manifestantes contra a lei promulgada pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, que proíbe a "propaganda gay" e diz que é ilegal "espalhar informações sobre comportamento sexual que não seja tradicional para menores de 18 anos".