NOTÍCIAS
06/02/2014 15:51 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Blatter protesta contra limite de idade para dirigentes de entidades esportivas

thesportreview/Flickr
Fifa president Sepp Blatter after being re-elected unopposed for a fourth term in Zurich in June 2011. <b>USAGE POLICY:</b> You are free to use this photo for editorial use (not commercial), as long as a credit is included. The credit should read: <b>thesportreview.com</b> and if used anywhere on the internet, should be linked back to <a href="http://www.thesportreview.com" rel="nofollow">www.thesportreview.com</a> Enjoy!

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, voltou a expressar indignação contra o estabelecimento de um limite de idade para dirigentes de entidades esportivas. O suíço de 77 anos se pronunciou sobre o assunto nesta quinta-feira durante assembleia geral do Comitê Olímpico Internacional (COI), em Sochi, na Rússia, palco dos Jogos de Inverno de 2014, cuja cerimônia de abertura será nesta sexta.

Para Blatter, impor este tipo de limite é "um ato de discriminação", sendo que a principal entidade olímpica mundial estabeleceu a idade máxima de 70 anos para dirigentes que tenham entrado no COI depois de 1999, quando o organismo anunciou reformas em seu estatuto depois do escândalo de suborno deflagrado nos Jogos de Inverno de Salt Lake City.

Enquanto vários membros do COI defendem que a limite de idade para dirigentes do órgão seja aumentada para 75 anos, Blatter ressaltou que a regra deveria ser totalmente eliminada. "Impor um limite de idade não é normal", declarou o suíço, que é um membro do COI desde 1999. Mas, como se tornou integrante do órgão antes da imposição do limite de idade, ele poderá seguir nas fileiras da entidade até completar 80 anos.

Blatter enfatizou que a Fifa realizou um estudo sobre este assunto e determinou que a restrição de idade para dirigentes é discriminatória. Ele defende que os membros devem se submeter a uma votação caso seja necessária uma mudança nos cargos diretivos.

Em meio a esta discussão, Blatter vem dando sinais de que lutará por um quinto mandato à frente da Fifa. Porém, ele planeja definir sua candidatura apenas em junho, durante o Congresso da entidade, marcado para acontecer nos dias 10 e 11, em São Paulo - será na véspera da abertura da Copa do Mundo no Brasil. Apesar dos seus 77 anos de idade, ele disse, no mês passado, que não se sente "cansado suficiente" para se aposentar. A próxima eleição presidencial da Fifa será em 2015, e o suíço completará 78 anos no próximo dia 10 de março.