NOTÍCIAS
27/01/2014 16:19 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Greve no metrô em SP: sindicato adia decisão

Wikimedia Commons

Depois de assembleia, o sindicato dos metroviários de São Paulo decidiu adiar a possibilidade de greve até que nova reunião de conciliação possa ser feita com o governo estadual, na próxima quinta-feira (30).

Segundo a assessoria da organização, ocorreu uma primeira audiência de entre os funcionários e o governo nesta segunda-feira. Sem chegar a um acordo, os funcionários do metrô decidiram adiar a greve.

O sindicato exige equiparação salarial. De acordo com a instituição, quase mil funcionários não tiveram seus salários reajustados para os mesmos valores de colegas que cumprem as mesmas funções.

Veja o anúncio do sindicato, que havia prometido greve para o dia 28, na íntegra:

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e em Empresas Operadoras de Veículos Leves Sobre Trilhos no Estado de São Paulo vem comunicar à população do Município de São Paulo, grande São Paulo e região Metropolitana que a Assembléia Geral Extraordinária da categoria profissional metroviária, realizada no dia 23 de janeiro de 2014, deliberou pela deflagração do movimento grevista com a paralisação de suas atividades, a partir da zero hora do dia 28 de janeiro de 2014, por tempo indeterminado, devido o Governo do Estado e a Cia. do METRÔ não cumprirem o acordado na ocasião das negociações coletivas 2013 consolidadas no Tribunal Regional do Trabalho – TRT entre outros assuntos e pendências da categoria. Informamos que temos realizado todos os esforços na busca de uma negociação, objetivando uma solução negociada para evitar a greve.

Contamos com seu apoio.

São Paulo, 24 de janeiro de 2014.

Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e em Empresas Operadoras de Veículos Leves sobre Trilhos

no Estado de São Paulo

ALTINO DE MELO PRAZERES JUNIOR – Presidente