COMPORTAMENTO

A sua bolsa pode estar acabando com a sua coluna... Veja 11 maneiras de evitar dor nas costas

24/01/2014 20:37 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02
Getty Images

Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 85% das pessoas já teve ou ainda terá dores nas costas. O motivo? Postura inadequada e, acredite, bolsa pesada. Conversamos então com o Dr. Robert A. Hayden, quiropraxista e fundador da clínica The Iris City Chiropractic Center em Atlanta, e também com a quiropraxista Dra. Karen Erickson em Nova Iorque para descobrir porque as nossas amadas bolsas são tão prejudiciais à nossa coluna e o que podemos fazer para evitar esse desconforto – e quem sabe até economizar algum dinheiro.

Quando você carrega uma bolsa pesada...

bolsa dor costas

♦ Sua passada natural fica desequilibrada. "Uma das consequencias de carregar uma bolsa no ombro é que isso interfere bastante com a passada normal da pessoa”, diz a Dra Erickson. A sua passada, ou marcha, é a maneira que os seus braços e pernas balançam quando você caminha naturalmente, e é uma forma importante de manter o equilíbrio do seu corpo. Ao pendurar uma bolsa em um dos lados do corpo, você impede o movimento correto do braço daquele lado, fazendo que o outro braço balance mais. Isso pode causar problemas, ela diz.

♦ Os seus músculos ficam desequilibrados. Já que todo o peso da sua bolsa está concentrado em um ombro, você carrega uma carga assimétrica, que desequilibra a sua postura. A maioria das pessoas geralmente carrega a bolsa do lado dominante – se você é destro, carrega no ombro direito. No entanto, isso faz com que os músculos do seu ombro dominante, principalmente o músculo trapézio, aumentem. "Vemos uma assimetria na postura – por exemplo, um ombro mais alto que o outro – devido à essa sobrecarga crônica dos músculos em um lado, forçando um lado a desenvolver mais do que o outro”, diz a Dra. Erickson.

Essa carga assimétrica também faz com que os músculos da sua coluna compensem o peso, acrescenta o Dr. Hayden, o que pode causar um espasmo no lado oposto da coluna. Essa compensação exacerbada também pode acabar afetando a sua lombar e o sacro (o osso localizado na base da coluna) – quanto maior a assimetria da carga, maior será o trabalho de todas as estruturas abaixo do ombro.

♦ Por conta disso, os seus músculos ficam doloridos. Carregar uma bolsa pesada pode causar espasmos e o enrijecimento do músculo trapézio, localizado acima dos ombros. Pode afetar também os músculos que vão do ombro até a base do pescoço. “Quando isso acontece, pode deixar a parte superior da coluna, ombros e pescoço bastante doloridos e rígidos”, dia a Dra. Erickson. Pode resultar também na deformação da curvatura do pescoço, conhecida como “pescoço militar”.

"Vemos também pessoas que desenvolvem artrite no pescoço, na parte inferior, porque o pescoço foi forçado a carregar muito peso durante muito tempo”, afirma a Dra Erickson. A musculatura delicada que lhe ajuda a carregar a bolsa também auxilia no movimento da cabeça, que pode tornar-se um ato doloroso.

♦ Pode até causar dor de cabeça. Algumas pessoas desenvolvem dor de cabeça causada pela tensão imposta aos músculos pela carga tão pesada, diz a Dra. Erickson. Quando os músculos do ombro e pescoço entram em espasmo, podem causar dor na parte posterior do crânio e espalhar até a parte frontal.

O que você pode fazer para reverter os danos

bolsa dor costas

1. Reduzir o peso da sua bolsa. A regra básica é nunca carregar mais do que 10 por cento do peso do seu corpo, mas a Dra. Erickson recomenda não passar de 5 por cento com a bolsa. E talvez você esteja carregando mais do que imagina: “Eu já cheguei a pesar bolsas de pacientes para mostrá-las o peso que estavam carregando”, disse o Dr. Hayden. Também é importante observar o peso da bolsa vazia – muitos dos acessórios das bolsas da moda, como tachinhas metálicas e zíperes grandes, acrescentam um peso desnecessário.

2. Optar por bolsas com alças mais largas. “Quanto mais larga a alça, melhor”, aconselha o Dr. Hayden, pois elas distribuem o peso por uma área maior. Isso protege as delicadas estruturas do ombro por onde passam os nervos que vão do pescoço até o braço. “Essa é uma região bastante delicada em termos de potencial de lesão por sobrepeso” ele diz.

3. Melhor ainda, escolha bolsas com opções alternativas de alças. A Dra. Erickson recomenda escolher bolsas com alças que você segura na mão (tipo “baú”) bem como os modelos com alças mais longas, para usar no sentido transversal, distribuindo melhor o peso e dando uma folga para os seus ombros de vez em quando.

4. Encontre o “ponto certo” para a sua bolsa. Segundo a Dra. Erickson, é importante escolher uma bolsa apropriada para o seu corpo. Se a bolsa for curta demais ou ficar muito alta no corpo, vai afetar a forma em que o seu braço se movimenta. Mas se a bolsa for comprida demais, afetará o movimento dos seus quadris quando você andar. “Você precisa movimentar os quadris e ombros livremente sem ficar batendo na bolsa”, ela diz.

5. Troque de ombro frequentemente. Os dois médicos recomendam mudar a bolsa de ombro a cada dois quarteirões, para que você possa equilibrar a maneira em que o seu corpo carrega o peso e para que o desenvolvimento dos músculos seja igual.

6. Não mande torpedos enquanto carrega a bolsa. Lembra do tal “pescoço militar”? “Não é só a bolsa que causa isso”, diz a Dra. Erickson. "As vezes abaixar a cabeça para digitar um torpedo vai acabando com a curva do pescoço, chegando a eliminá-la completamente”.

7. Cuidado com o que está calçando. Combinar um salto alto com uma bolsa pesada é pedir para ter problemas, já que o salto inclina a sua pelve para frente e te deixa predisposta às dores na coluna. “Quando você acrescenta uma bolsa pesada a essa equação, corre o risco ainda maior de sofrer com dor crônica e lesões incômodas”, disse o Dr. Hayden.

8. Considere o uso de uma mochila. Como o peso ficará distribuído em dois ombros ao invés de em um só, o peso ficará mais fácil de carregar. Mas certifique-se de que a mochila não fique pendurada mais do que 10cm abaixo da sua cintura, pois isso pode causar uma inclinação para a frente para contrabalancear o peso, causando desgaste muscular.

9. Faça exercícios. Alongamento, yoga, pilates, pesos leves e outros tipos de exercício podem garantir que seus ombros fiquem fortes e tonificados. Também vale a pena simplesmente tentar caminhar sem a bolsa de vez em quando para restaurar a sua passada natural, diz a Dra. Erickson. "Quando sair para o almoço, por exemplo, leve apenas o essencial, como os cartões de crédito e caminhe com os braços soltos”, ela diz. “Não precisa exagerar o balanço dos braços; mesmo o balanço natural dos braços faz muito bem aos ombros”.

10. Pelo menos, considere usar uma bolsa menor. "Quando se trata de bolsa, maior não é melhor”, lembra o Dr. Hayden. Quando você carrega uma bolsa muito grande, está mais propensa a colocar coisas desnecessárias dentro dela, que só acabarão deixando-a mais pesada.

11. O mais importante é não deixar que a moda afete o seu bom senso. "As pessoas querem criar um visual legal, e uma bolsa pode dizer muito sobre a pessoa em um único olhar”, reconhece a Dra. Erickson. "Mas acho que é importante priorizar a saúde acima de qualquer outra coisa.”