COMPORTAMENTO
20/01/2014 12:09 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Suco verde faz bem, mas não é sinônimo de metabolismo acelerado

Thinkstock

A cada verão, novas dietas, medicamentos e shakes vêm à tona com a promessa de soluções rápidas para a perda de peso. Segundo reportagem da revista VEJA desta semana, a novidade do momento é o suco verde, uma bebida feita à base de legumes e verduras, que ganhou fama em 2012, quando a nutricionista americana Kimberley Snyder e autora de livros sobre detox creditou a ele a capacidade de alterar o corpo de dentro para fora, ajudando a reduzir o apetite e a renovar as energias.

Queridinho das famosas – Paloma Bernardi, Flávia Alessandra, Drew Barrymore, Fergie – e blogueiras fitness – Carol Buffara e Gabriela Pugliesi -, ele logo foi alçado ao posto de aliado do metabolismo acelerado. Doce ilusão. “Apesar das tão aclamadas características positivas desse suco, não existe nenhuma evidência científica de que ele acelere o metabolismo, dê vitalidade e limpe o organismo”, revelou Carol Koprowski, nutricionista da Universidade do Sul da Califórnia, em entrevista à publicação.

O caminho real para se perder peso continua sendo o da compensação entre o número de calorias consumidas e o número de calorias gastas ao longo do dia. Ou seja, o segredo está no consumo moderado de alimentos aliado à prática constante de exercícios físicos. Ainda segundo a reportagem, quem vai à academia três vezes por semana consegue aumentar o gasto calórico em até 30%.

Mas isso não significa que o suco verde precisa ser eliminado da dieta. Rico em ingredientes saudáveis ele é, sim, capaz de prevenir anemias, melhorar a digestão, potencializar a absorção de nutrientes e ainda promover a saciedade. Primeiro passo para dar início a um emagrecimento que garante benefícios à saúde. Afinal, originária do grego “díaita”, a palavra dieta significa “modo de vida”, e não um programa alimentar com um objetivo exclusivo de perda de peso.

Vai preparar o suco verde em casa? Atente-se à combinação da quantidade adequada dos ingredientes a seguir:

- Até dois tipos de folhas-verdes (agrião, couve, espinafre, salsão e rúcula)

- Um tipo de erva (hortelã, salsinha, erva-doce e capim-limão)

- Até dois legumes (pepino, chuchu e abóbora)

- Uma raiz (beterraba, cenoura e gengibre)

- Um tipo de broto e semente germinada (alfafa e moyashi)

- Uma semente (linhaça, chia, girassol e gergelim)

- Até dois tipos de frutas (limão, damasco, mação, amora, melão, melancia, abacaxi e uva)